Notícias Atualidades - Notícias e Atualidades

Ir para o conteúdo

4,6 milhões de brasileiros endividados possuem débitos acima do que conseguem pagar

Notícias e Atualidades
Publicado por em Economia · 5 Junho 2020
4,6 milhões de brasileiros endividados possuem débitos acima do que conseguem pagar

Relatório do Banco Central mostra que brasileiros endividados crescem com a idade

Dados do Relatório de Economia Bancária divulgados hoje pelo Banco Central (BC) mostram que cerca de 4,6 milhões de brasileiros endividados possuem débitos com instituições financeiras maiores do que são capazes de pagar.

Os especialistas chamam a situação de endividamento de risco. Ela é composta por uma soma de fatores como inadimplência, comprometimento de renda, empréstimos em várias modalidades e renda abaixo da linha da pobreza.

A população com carteira de crédito ativa atingiu 85 milhões de tomadores no Brasil, em dezembro do ano passado. Desse total, mais de 5% estavam em situação de endividamento de risco, o que equivale a quase 4,5 milhões de pessoas.

Para chegar nessa conclusão sobre a situação de inadimplência da população, o BC considerou como endividamento de risco o tomador de crédito que se enquadra em dois ou mais critérios destes:

- Atraso do pagamento das parcelas de crédito superior a 90 dias;
- Comprometimento da renda mensal acima de 50% devido ao pagamento do serviço da dívida (pagamento de juros ou amortização do valor emprestado);
- Várias modalidades de crédito simultaneamente, como cheque especial e crédito pessoal;
- Renda disponível mensal, após pagamento das dívidas, abaixo da linha da pobreza, que é R$ 493,03.

Perfil do endividado
O documento divulgado pelo BC aponta que o percentual de endividados de risco é crescente com a idade.

Entre a população endividada acima de 65 anos, a situação atinge 7,8% delas. Isso equivale a 1 milhão de idosos que não podem arcar com as dívidas.

Entre os tomadores com até 34 anos, são 3,8% em situação de risco. Já na faixa etária de 34 a 54 anos, o percentual é de 4,9%, e entre 55 e 65 anos, o índice de endividamento de risco é de 7,2%.

Quanto à classificação por faixa de renda mensal, os tomadores com receita entre R$ 5 mil e R$ 10 mil representam a maioria dos endividados de risco, somando 6,5%.

Pessoas que possuem renda de até R$ 1 mil atingem o percentual de 5,7%. Já as que têm renda entre R$ 1 mil e R$ 2 mil, são 4,7% do montante. Cidadãos com renda entre R$ 2 mil e R$ 5 mil são 5,6% e acima de R$ 10 mi, 4,7%.

Fonte Portal Contábeis



Voltar para o conteúdo